Workshop com Elisabete Finger na Oficina Permanente de Maio

 

 

             

 O. (performance) – foto Hagolani – Berlim, 2011

 

 

Práticas de um corpo-matéria

por Elisabete Finger

28,29 e 30 de maio

9 - 13 hs

Valor: R$260,00 (equivalente a meia-bolsa)

Local

Sala Brasileira - Companhia Brasileira de Teatro

Rua José Bonifácio, 135 | sala 01 | Largo da Ordem

Carga horária

3 encontros de 4h

Total: 12h

Público Alvo

Artistas, criadores, estudantes, e interessados em artes do corpo. Adultos, maiores de 18 anos.

Inscrições e informações por email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Esse workshop reúne um repertório pessoal de exercícios, ações e experiências coletados ao
longo de anos, em diversas partes do mundo. Inclui também alguns princípios coreográficos,
células de movimento e estratégias de ação nos quais venho trabalhando. Compilo aqui
meus estudos práticos e teóricos em torno do que tenho chamado de corpo-matéria. Um
corpo que é a sua própria materialidade: carne, ossos, líquidos, pele, pelos. Um corpo que
tem propriedades de matéria (peso, volume, textura, cheiro, temperatura, cor) e que
encontra sua presença no mundo através do encontro (ou do choque) com outras matérias.
Um corpo erótico (nos termos de George Bataille), que se relaciona com tudo que está em
volta através da proximidade, do toque, de atravessamentos.


E a aventura de viver esse corpo num mundo material onde as coisas possuem a estranha
habilidade de exceder seu status de objeto.


Estrutura


Cada encontro se divide em duas partes:


Parte 1 – Prática corporal e preparação física. Contém pequenos rituais de ativação do
corpo-matéria. Envolve movimento, respiração, concentração, pequenas meditações e
breves células coreográficas. Duração aproximada: 1h 15 a 1h e 30min.


Parte 2 – Experiências voltadas para a pesquisa de estados corporais gerados a partir do
corpo-matéria, relações possíveis entre corpo e outras matérias, experimentos e estratégias
de criação e composição de situações coreográficas. Duração aproximada: 2h a 2h 30.

 

Elisabete Finger

Coreógrafa e performer, foi artista residente na Casa Hoffmann (Curitiba, 2004), fez parte da Formação Essais no Centre National de Danse Contemporaine d’Angers (França, 2005-2006), e do Programa SODA – Solo/Dance/Authorship, mestrado em dança pela HZT/UdK (Berlim – Alemanha, 2010-2011). Foi co-fundadora e integrante do Couve-Flor Minicomunidade Artística Mundial (2005-2012). Tem apresentado seu trabalho em diferentes contextos (dança, performance, artes visuais), em diversos festivais e mostras no Brasil e em outros países, com apoio de instituições brasileiras e europeias como: Itaú Cultural, Festival Panorama, FUNARTE, Ministério da Cultura, Instituto Goethe, PACT Zollverein, Fabrik Potsdam, Uferstudios (DE), Weld (SE), entre outras. Em 2013 inicia no Brasil o programa Discoreografia – Música, Dança e Blablablá (versões em áudio e vídeo), do qual é idealizadora, curadora e apresentadora. Suas peças mais recentes são MONTAGEM, NHAKA (criação para a Cia portuguesa Ballet Contemporâneo do Norte) e MONSTRA (uma parceria com a artista visual Manuela Eichner, a peça foi indicada para o prêmio APCA 2017 – criação/coreografia).

 

 

 

 

Histórico coo_zine