Um Lugar Dentro do Outro, de Deborah Bruel

 

 

 

 Inundação, 2016 - instalação

 

Um Lugar Dentro do Outro

Deborah Bruel

 

A Galeria Farol Arte e Ação coloca-se como um espaço de arte atípico no sentido institucional e mercadológico no campo da cultura. Porque, apesar de ser uma galeria, comercializar trabalhos de arte, fomentar e produzir exposições e propostas artísticas, culturais colaborativas, demonstra ter um grande interesse em incentivar práticas que gerem pesquisa, interação e novas formas de fazer, mostrar e até de comercializar arte.

Pensando nesta abertura, eu propus, com a participação dos alunos do último ano do curso de Escultura da UNESPAR Campus I - EMBAP, um projeto de investigação e debate sobre os conceitos de instalação site-specific e práticas site-specificity, que ancoram-se em propostas artísticas produzidas especificamente para locais determinados, seja galeria, museu ou espaço público. O primeiro conceito está relacionado à trabalhos cujo foco é formal, levando em conta características físicas destes espaços e sua reverberação na percepção do indivíduo. Já, site-specificity, nomenclatura proposta por Miwon Kwon, engloba práticas artísticas com engajamento político, e cujas abordagens na reelaboração do lugar tendem a ser mais históricas e sociais.

A partir deste panorama discutimos as possibilidades para práticas artísticas procurando o equilíbrio entre forma e conteúdo: que na forma estejam contemplados conteúdos e aspectos históricos, sociais e políticos do site. A pesquisa e discussões ocorreram a partir do mês de julho de 2016, e serão encerradas com a desmontagem da exposição em novembro de 2016.

Um lugar dentro do outro trata-se, portanto, de uma exposição de Deborah Bruel na Galeria Farol Arte e Ação com a proposta Inundação e Objeto 1: site specífic adaptável, e com a participação de Ana Storino, Barbera van den Tempel, Felipe Ferreira, Georgete Zelazowski e Leonardo Mercher. Assim como a Farol está situada dentro da Bicicletaria Cultural, que está localizada no centro de Curitiba, as propostas artísticas aqui estão dadas dentro do contexto específico da Farol e da Bicicletaria a partir de outro contexto o da academia. Pois, enquanto artista e professora num curso de formação de artistas, entendo que uma coisa está imbricada na outra de maneira indissociável. A minha contribuição educativa parte de minha experiência artística, e esta se retroalimenta das trocas em sala de aula e ateliê.

 

Objeto site-specific adaptável 2 , 2016. MDF e espelhos

 

Abertura: 01 de Novembro às 18 horas

Bate-papo sobre a exposição - Sábado 25 de novembro às 11 hs

 

 

A obra Olho Mágico  revela fotos tiradas de ângulos incomuns encontrados no local.

 Ana Storino convida o visitante a descobrir imagens da Galeria Farol e da Bicicletaria Cultural por meio de dezenove monóculos.

 

 

Barbera van den Tempel apresenta o trabalho  FOR ALL , que parte da relação de convivência entre a Bicicletaria Cultural e a Galeria Farol Arte e Ação que dividem um espaço onde os trabalhos muitas vezes se fundem. No entanto, do lado de fora, ou seja, na rua não se nota muito essas atividades. Há apenas uma pequena placa na porta que anuncia sua existência.

 Assim sendo, o vídeo FOR ALL  mostra uma descida de bicicleta na Rua São Francisco que termina na porta da Bicicletaria Cultural. Os paralelepípedos que pavimentam a rua contribuem para um tremor na imagem, e o áudio é decorrente do barulho da própria câmera batendo no meu peito junto com alguns ruídos da bicicleta. A duração do filme é aproximadamente dois minutos, e será mostrado em forma de loop.

 

 

Felipe Ferreira apresenta um trompe-l'oeil criado a partir da sobreposição de fotografias feitas na Bicicletaria Cultural para simular aberturas em duas de suas paredes.

Essas aberturas unem uma sequência de ambientes, os quais pela perspectiva se colocam dentro do outro

 

 

 

Georgete Zelazowski faz da sua obsessão em acumular coisas a sua prática artística.

Para a exposição um lugar dentro do outro, foram coletados objetos dentro do próprio espaço da Bicicletaria, onde se encontra a Galeria Farol.

A partir deles foi construído o trabalho  MEU FAROL, MEU VER.

 

 

Leonardo Mercher propõe a inauguração de uma placa da Galeria Farol Arte e Ação no dia da abertura da exposição.

É também de Leonardo Mercher Desnível, três intervenções nos degraus dos espaços da Bicicletaria e da Galeria Farol.

O trabalho parte da invisibilidade da galeria para o passante da rua e busca permitir o acontecimento de um evento dentro de outro. O link do evento é:

https://www.facebook.com/events/1137982829571385/?ti=as

 

Um Lugar Dentro Do Outro

Abertura: 01 de Novembro às 18 horas

 

 

 

Histórico