Amanhã será Um Lindo Dia

 
Simara Ramos

Sem Título - Desenho / Ecoline sobre papel 20 x 21 cm - 2007
Acervo de Rafaela Tasca

A Farol Arte e Ação chega ao final de 2015 com o coração acelerado e quase dois anos de fôlego. As suas principais frentes de atividade; o espaço físico Galeria Farol Arte e Ação e o evento LeilãoShow, vieram a realizar nos últimos 8 meses 45 aquisições de obras de arte abrangendo a participação direta de 40 artistas e cerca de 11 pessoas envolvidas na produção e montagem dos eventos e exposições. Este ano a Farol apostou no trabalho de assessoria de imprensa como forma de ampliar o público do LeilãoShow e assim elevar o valor final das aquisições. Alugamos o Teatro Ítala Nandi - Guairacá Cultural, na antiga Rua do Fogo e contamos também com a contribuição de Malu Meyer e Paulo Peruzzo, produtores experientes e amigos da arte que abrilhantaram os leilões re­­­alizados trazendo consigo um público interessado em conhecer os artistas, apreciar e valorizar a qualidade da produção local. O trabalho de divulgação, realizado com a Lide Multimídia tendo à frente Moema Zucherelli, foi um importante aprendizado. O desafio de se fazer presente nos veículos de comunicação apresentando cuidadosamente os artistas envolvidos e os conteúdos gerados pelos agenciamentos que a Farol promove. Abrimos o calendário em março com a exposição do Rimon Guimarães e a celebração de 01 ano de aniversário da Farol com a participação da querida atriz e performer Denise Milfont, que veio do Rio de Janeiro especialmente apresentar o brilhante texto AMOR, de André Santana acompanhado pelas intervenções sonoras do guitarrista Allan Bastos. A performance Manacá da Serra, de Rimon e Mariana Barros e a costura musical de Lisa Simpson // Agente Costura marcou - durante três dias, o encerramento da exposição de Rimon Guimarães. Em agosto a Farol recebeu a instalação Túnel de Transições - Arco Vivo, do artista Juan Parada, obra concebida especificamente para o espaço da galeria. A galeria abriu a exposição com texto crítico de Daniela Vicentini. Um presente para a Farol, para a Bicicletaria Cultural e para a Cicloiguaçu. Ao olharmos para o início da linha do tempo do cicloativismo em nossa cidade, na virada do milênio, vamos encontrar o Juan já em ação. E junto com ele realizamos linda empreitada. Nesse período a Farol foi até a Prefeitura de Curitiba à convite para participar da agenda da consultora Tia Kansara, vinda da Inglaterra. Pudemos ouvir sobre o conceito de cidades inteligentes e falar do que temos feito no ecossistema da Bicicletaria Cultural/ Farol / Cicloiguaçu para um público alerta.
Em outubro a Farol participou no Circuito de Galerias da Bienal Internacional de Curitiba. Com curadoria de Keila Kern realizamos a Exposição Total em uma ação simultânea com a galeria Zilda Fraletti. A Exposição Total contou ainda com a participação de Antônio Arney, artista que celebra 90 anos de vida em plena produção. É uma honra para a Farol conviver com este artista e poder apreciar o trabalho de uma vida lado a lado com nomes como Lívia Piantavini, Cristina Jardanovski e Samuel Dickow. Recebemos o mineiroslavo carioca Alex Hamburger que falou para um público de alunos e professores sobre ARTE ANTIARTE E ANARTE e ofertamos a oficina da Ana Bellenzier; práticas que abrem o campo da produção de pensamento e inventividade crítica que a Farol incentiva. Para fechar este ano de intensidades com chave de ouro, recebemos a mostra da Gráfica e Editora Kadê, dos artistas Jarbas Lopes e Katerina Dimitrova. Katerina é artista búlgara que é responsável pelo design gráfico de livros dos escritores e artistas que são publicados pela Kadê. Esta mostra permanece na Farol por tempo indeterminado. Ela abriu com o inesquecível Almoço na Ripa de André Mendes, que re-afirma o pulso experimental da galeria com eventos que tem a potência de ganhar novos sentidos e mobilidades à partir daqui. Em novembro participamos da Feira da Baronesa, importante iniciativa na cidade que fomenta, com humor e irreverência, o campo da arte impressa. Na ocasião, o poeta e astrólogo João Acuio apresentou o inquieto Tarot Furtado e o artista carioca Jarbas Lopes esteve conosco para o lançamento da inédita Fototransnovela de Fernando Codeço, publicada pela Gráfica e Editora Kadê.
Chegar até aqui foi possível com um bocado de ousadia e convicção somadas à bagagem pessoal na realização de iniciativas artísticas que são pautadas por um conjunto de energias constituídas em um determinado contexto. O desafio agora é dar continuidade às atividades consolidadas e a outras encaminhadas para o ciclo 2016-2017. O sentimento é de gratidão por cada pessoa envolvida até aqui e um frio na barriga de ter realizado a travessia de mais um ano. Àqueles que adquiriram as obras de arte em negociação na Farol, parabenizo e agradeço muito pois esta é a peça chave deste movimento ter acontecido. Para os próximos meses, lembramos (eu e a Farol) que é possível adquirir obras de artistas como Daniela Vicentini, Samuel Dickow, Rimon Guimarães, Lívia Piantavini, Gilson Camargo, Fabio Noronha, Antônio Arney e Jarbas Lopes. Lembrem os amigos, os entusiastas e colecionadores! A aquisição de obras de arte é a única forma de garantir as ações da Farol, ela é uma microempresa individual buscando equilíbrio na medida em que suas atividades se consolidam. A Farol dispõe de obras e publicações de artistas que constam em importantes coleções. É assim que vamos crescendo com arte e força contemporâneas, junto com a Bicicletaria Cultural, nossa grande parceira de todas as horas na pessoa de Fernando Rosembaum, Patrícia Valverde, Don Joey, Claudia e Seu José. Meus agradecimentos especiais para Keila Kern e Vanessa Leiko que doaram parte do seu tempo, toda a sua paciência e atenção e muito mais do que caberia nestas palavras para realizar todas as aventuras fora de série, ao Gilson Camargo pelos registros, conversas e o prestígio no blog Olhar Comum. Aos artistas, amigos e incentivadores Eliane Prolik, Rubens Mano, Tony Camargo e Fernando Ribeiro, a gratidão pela vital contribuição. À você que leu, forte abraço de Margit Leisner e som na caixa, é por aqui!
 

Histórico coo_zine